Aprovado em Aviso n.º 10219/2017


COORDENADOR
Eng.º Paulo Gil Martins
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

COORDENADOR FCT
Eng.º Paulo Resende
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Candidatura Online Pedido de Informação

QUEM PODE SER ADMITIDO E RAZÕES PARA ENTRAR NUM CTeSP [+]


COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER

Analisar, avaliar, planear e gerir as atividades inerentes ao sistema de proteção civil e socorro, através de estratégias de antevisão das consequências dos eventos, provocar a adaptação, formar, sensibilizar e exercitar os cidadãos, prevenir e atenuar os riscos coletivos e a ocorrência de acidentes graves e catástrofes, limitar os seus efeitos, socorrer e assistir as pessoas e outros seres vivos em perigo, proteger bens e valores culturais, ambientais e de interesse público, gerir a informação e apoiar a reposição da normalidade da vida das pessoas nas áreas afetadas.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Gerir ocorrências: mobilizar os meios e recursos mais adequados à ocorrência, ao meio, às pessoas, animais e bens envolvidos, tendo em consideração os recursos e meios disponíveis e a rapidez / facilidade de mobilização e de chegada ao local da ocorrência; integrar equipas de planeamento de operações em situação de emergência, visando o planeamento e organização de operações de busca, salvamento, prestação de socorro e de assistência, evacuação, alojamento e abastecimento das populações em situação de desastre ou catástrofe; participar na conceção, elaboração e operacionalização de planos de emergência e coordenar equipas de elaboração de planos de emergência: afetar as tarefas necessárias à elaboração do plano aos recursos humanos adequados; acompanhar a elaboração do plano; assegurar a apresentação do plano às entidades competentes nos termos e prazos legalmente definidos; avaliar e caracterizar riscos naturais, tecnológicos e ambientais: identificar e caracterizar os riscos presentes no território; monitorizar riscos: aplicar procedimentos para acompanhamento de fenómenos perigosos; gerir a comunicação de emergência: centralizar as comunicações, preparar comunicados e difundir os comunicados oficiais, preparar e emitir avisos à população em geral; participar no desenvolvimento e implementação de ações de formação/sensibilização da população: identificar as áreas com necessidade de formação e/ou de sensibilização da população; propor formas e recursos para implementar estas ações; elaborar, integrado numa equipa, exercícios de Proteção Civil: planear, executar e avaliar os mesmos; acompanhar vistorias no âmbito da segurança contra incêndios em edifícios (feitas por técnicos especializados de acordo com o quadro legal em vigor); prestar primeiros socorros com técnicas de suporte básico de vida com desfibrilhação automática externa (SBV-DAE). 

DESTINATÁRIOS

+ Alunos com o Ensino Secundário completo (qualquer que seja a via, com ou sem exames nacionais)
+ Alunos do regime de acesso para Maiores de 23 Anos
+ Alunos com um diploma de um CET (Curso de Especialização Tecnológica) 
+ Alunos com diplomas de Ensino Superior (reconversão profissional)

PRINCIPAIS SAÍDAS PROFISSIONAIS

Gabinetes de proteção civil, a nível municipal, distrital e nacional; institutos e instâncias públicas e privadas com competência ou intervenção nesta área; empresas de segurança; projeto e desenvolvimento, produção e comercialização de equipamentos de segurança; agências internacionais; organismos públicos de investigação; departamentos de segurança e/ou de proteção civil de empresas privadas; centros de prevenção e segurança em polos industriais; técnicos de empresas de consultoria e prestação de serviços; técnicos e decisores da administração pública; serviços de consultoria, assessoria e formação; corpos de bombeiros; serviços municipais de proteção civil; ou criando a sua própria empresa. 

ENTIDADES PARCEIRAS

ISCIA - Instituto Superior de Ciências da Informação e da Administração; ESHTE - Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril; EPGE - Escola Profissional Gustave Eiffel; ENB - Escola Nacional de Bombeiros; ANPC - Autoridade Nacional de Proteção Civil; MAI - Ministério da Administração Interna; OET - Ordem dos Engenheiros Técnicos; CML - Câmara Municipal de Lisboa; ANCIA – Associação Nacional de Centros de Inspeção Automóvel; OSCOT - Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo; INEM – Instituto Nacional de Emergência Médica;  Vários Corpos de Bombeiros.

TÍTULO CONFERIDO

Técnico Superior Profissional em Proteção Civil e Socorro

HORÁRIO

Diurno e noturno

PLANO DE ESTUDOS

1º ANO

HORAS ECTS
Inglês Técnico 60 5
Matemática aplicada 45 5
Física aplicada 45 5
Química 45 5
Tecnologias de informação 30 3
Probabilidade e Estatística 45 4
Liderança e motivação 14 1
Gestão da Formação 14 1
Empreendorismo 14 1
Gestão de equipas e do stress 14 1
Fundamentos Proteção Civil 14 1
Fundamentos de Topografia, cartografia e orientação 14 1
Sistemas de informação geográfica 45 5
Ciência do fogo 14 1
Primeiros Socorros  com desfibrilhação automática externa 30 3
Análise de risco 45 5
Riscos tecnológicos 30 4
Riscos naturais 30 4
Segurança Contra Incêndios em edifícios I 60 5
2º ANO HORAS ECTS
Segurança Contra Incêndios em edifícios II 30 3
Meteorologia e Climatologia 30 3
Introdução ao ambiente e avaliação e impactes ambientais 45 4
Hidrologia 30 4
Planeamento de emergência 30 4
Directivas, planos e normas operacionais 14 1
Administração e logística em proteção civil 30 3
Sistema de direcção, comando e controlo 30 3
Gestão da Comunicação de Emergência 16 1
Sensibilização e informação pública 20 1
Planeamento, operacionalização e avaliação de exercícios 30 3
Estágio - 30

DURAÇÃO TOTAL DO CURSO

2 anos

CONDIÇÕES DE ACESSO

Regime de Acesso Ensino Secundário Completo
Regime de Acesso para Maiores de 23 anos
Titulares de Diploma de Especialização Tecnológica – Titulares de diploma de Técnico Superior Profissional – Titulares de Outros Cursos Superiores;

PRÉ-REQUISITOS

N/A

EQUIPAMENTOS E MATERIAL DIDÁTICO

Equipamento diverso disponível nos laboratórios de química e física; material didático disponibilizado pelos professores de cada Unidade Curricular

ACREDITAÇÕES E RECONHECIMENTO

+ Aviso n.º 10219/2017, publicado em Diário da República, 2.ª série — N.º 171 — 5 de setembro de 2017 


ACREDITAÇÕES. CERTIFICAÇÕES E RECONHECIMENTOS EXTERNOS