• INFORMAÇÃO SOBRE O ISEC LISBOA

    PRESIDENTE

    PRESIDENTE DO ISEC LISBOA
    Prof.ª Doutora Maria Cristina Ventura

    Oficialmente reconhecido em Agosto de 1991, o ISEC Lisboa define-se como um estabelecimento particular de ensino superior e de investigação, sem fins lucrativos, cuja missão institucional consiste em conferir formação científica, técnica, cultural, pedagógica, profissional e humana. Enquanto instituição de utilidade pública, o ISEC pretende apontar para um crescimento orientado pelas necessidades do País bem como pelos objectivos que estatutariamente persegue, contribuindo assim para o desenvolvimento qualificado, integrado e harmónico da educação superior em Portugal.

    Esta missão concretiza-se principalmente através de um projecto de formação orientado por elevados padrões de exigência e inspirado em princípios de natureza ética e humanista, no sentido de preparar cidadãos de cultura e profissionais competentes. A adequação de um projecto de formação a um desempenho profissional de qualidade depende, em grande parte, da integração do conhecimento cientificamente produzido, razão pela qual a experiência de aprendizagem marcada pela curiosidade intelectual e pelo espírito de pesquisa constitui, no nosso projecto educativo, uma estratégia de integração de saberes teóricos e práticos, de reflexão crítica e de desenvolvimento profissional ao longo da vida.


    COORDENAÇÃO ERASMUS +

    Manuela Alagoa
    Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

    NOTA BIOGRÁFICA
    Mestre em “Informática Aplicada à Sociedade da Informação e do Conhecimento” e Licenciada em “Investigação Social Aplicada”, desenvolve a sua atividade profissional no ensino superior desde 1999 e no ISEC Lisboa desde 2012. Inicialmente desempenhou funções de Assessoria de Direção e de Erasmus+ Officer e em 2019 foi convidada para Coordenar o GRI – Gabinete de Relações Internacionais, tornando-se membro filiada da European Association for International Education.


    ESCOLAS

    Escola de Educação do ISEC

     

    Escola de Gestão do ISEC

    Escola de Tecnologias e Engenharia Escola de Aeronáutica  

    CALENDÁRIO ESCOLAR

    CALENDÁRIO ESCOLAR 2020 / 2021
    Início Aulas 1.º semestre - 2º e 3º anos 21 de setembro
    ABERTURA DO ANO LETIVO/1.º semestre - WELCOME DAY 29 de setembro
    Início aulas 1º semestre - 1º ano 6 de outubro
    Interrupção letiva // Natal de 21 dezembro a 2 janeiro
    Fim Aulas 1.º semestre - 2º e 3º anos 23 de janeiro
    Fim Aulas 1.º semestre - 1º ano 28 de janeiro
       
    Pausa Intersemestral // Avaliações e Orientações Tutoriais - 2º e 3º anos de 25 a 29 de janeiro
    Limite afixação Pautas // 1º semestre até 29 janeiro
    Inscrição para Exames de 29 janeiro até 3 dias antes da data de exame
    EXAMES 1ª Época, 1º Semestre de 2 a 20 de fevereiro
    Interrupção letiva // Carnaval de 15 a 16 de fevereiro
    Encerramento do 1º Semestre 20 de fevereiro
       
    Abertura do 2.º Semestre - Início aulas 2º semestre 22 de fevereiro
    Interrupção letiva // Páscoa de 29 março a 5 de abril
    Dia do ISEC Lisboa 16 de maio
    Fim Aulas 2.º semestre 19 de junho
       
    Pausa Intersemestral // Avaliações e Orientações Tutoriais de 21 a 25 de junho
    Limite afixação pautas 2º Semestre até 25 de junho
    Inscrição para Exames de 25 de junho até 3 dias antes da data de exame
    Exames 1ª Época, 2º Semestre de 29 de junho a 17 de julho
    Encerramento do 2º Semestre 17 de julho
       
    Exames Época Especial, Trabalhador Estudante e Finalistas de 19 a 31 de julho e de 1 a 11 de setembro
       
    Renov. Matrícula - Alunos que não realizam exames no 2.º sem. nem época especial de 1 a 16 de julho
    Renov. Matrículas de alunos que realizaram exames na 1.ª época do 2.º semestre até 30 de julho
    Renov. Matrículas alunos que realizaram exames na Época Especial para Trabalhador Estudante até 17 de setembro
       
    Inscrição para os Exames da Época Especial para Finalistas de 01 a 29 de outubro
    Exames da Época Especial para Finalistas de 15 de novembro a 15 de dezembro
    ENCERRAMENTO DO ANO LETIVO 30 de dezembro

    CANDIDATURAS

    INCOMING

    1) Só são aceites estudantes das nossas instituições parceiras.
    Se pretendes vir para o ISEC Lisboa como estudante Erasmus+ deves consultar a nossa lista de parceiros!

    2) O estudante candidato deve ser nomeado pela sua universidade até:
    30 de junho. Data limite para o envio de candidaturas para o semestre de Outono
    30 de novembro. Prazo para o envio de candidaturas para o semestre da Primavera

    3) Que documentos deves enviar para o ISEC Lisboa?
    Formulário de Candidatura;
    Learning Agreement (consulta o catálogo de curso);
    Certificado de proficiência - Nível B2, Erasmus+ OLS língua inglesa/portuguesa;
    Passaporte/Cartão de identidade (apenas cópia digital).
    Por favor envia os documentos de admissão para o seguinte endereço eletrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

    4) Quando a admissão for aceite, enviaremos por e-mail:
    Carta de Aceitação;
    Learning Agreement assinado.

    5) Lembra-te de trazer:
    Cartão Europeu de Seguro de Saúde (sugerimos fortemente);
    Cartão ISIC: https://www.isic.pt/en/ (pode ser vantajoso).

    6) As alterações à versão original do Learning Agreement são permitidas durante as duas primeiras semanas após o início do semestre.


    OUTGOING 

    Antes de Ir

    1) O aluno candidata-se em fevereiro às Bolsas de Mobilidade Erasmus+ e Bolsas de Mobilidade Universitas;

    2) Quando selecionado, o aluno em conjunto com o Coordenador de Curso define o conteúdo para compor o Learning Agreement for Studies. Trata-se de um documento onde se contratualiza o plano de estudos a cumprir na Instituição de Ensino Superior (IES) de acolhimento e se identificam as Unidades Curriculares do ISEC Lisboa para o reconhecimento automático dos ECTS sempre que o estudante as realize com aproveitamento. Todos os ECTS realizados pelo estudante durante a sua mobilidade são automaticamente reconhecidos e validados no Diploma e no Suplemento ao Diploma sem que o estudante tenha que realizar qualquer tipo de prova ou exame adicional;

    3) Todos os alunos com Bolsa Erasmus+ e/ou Bolsa mobilidade Universitas ou Estudantes Bolsa Zero assinam um contrato financeiro com o ISEC Lisboa/Universitas;

    4) O aluno realiza um curso online de proficiência linguística na língua falada na IES de acolhimento ou noutra língua de instrução;

    5) O aluno deve conhecer os direitos e obrigações definidos na Carta Erasmus;

    6) O aluno deve ser portador de um Cartão Europeu de Seguro de Doença válido.


    Candidaturas

    1º Alerta Erasmus Erasmus 2020/2021 [ clique aqui ]
    2º Alerta Erasmus 2020/2021 [ clique aqui ]
    CALL Erasmus+ 2020/2021


    Embaixadores e Testemunhos

    A modernizar e readaptar para a ECHE 2020/2027. Disponível brevemente.


    Durante a Mobilidade

    1) O aluno envia ao Coordenador Erasmus+ cópia do documento Arrival Certificate, devidamente assinado pela IES de acolhimento, num prazo de 5 dias após início das aulas;

    2) O aluno deve participar em todas as atividades proporcionadas pela IES de acolhimento, sempre que diretamente relacionadas com a mobilidade Erasmus+;

    3) O aluno deve manter contacto regular com o Coordenador Erasmus+.


    No fim da Mobilidade

    1) O aluno envia ao Coordenador Erasmus+ o Atendance Certificate, devidamente assinado, assim como o Transcript of Records (Certificado de Habilitações). É com este último documento que se faz o reconhecimento automático de todos os ECTS realizados pelo estudante durante a sua mobilidade. Os créditos são automaticamente reconhecidos e validados no Diploma e no Suplemento ao Diploma, sem que o estudante tenha que ter de realizar qualquer tipo de prova ou exame adicional, tendo apenas que fazer prova do cumprimento do acordo de aprendizagem previamente acordado no Learning Agreement for Studies, todos os créditos.

    2) A Comissão Europeia envia ao aluno um link por forma a responder a um inquérito sobre a experiência do programa;

    3) O aluno transforma-se automaticamente num Embaixador Erasmus+, participando em atividades de divulgação, sempre que solicitados pelo Gabinete de Relações Internacionais, promovendo os benefícios deste programa.


    SISTEMA DE GRAUS E MÉTODOS DE AVALIAÇÃO

    Sistemas de Graus

    O ensino superior português organiza-se num sistema binário, que integra o ensino universitário e o ensino politécnico e tem uma estrutura assente em 4 ciclos: um ciclo de estudos de curta duração, que não confere grau académico e três ciclos de estudos conducentes aos graus académicos de licenciado, mestre e doutor. (Diagrama do Ensino Superior Português).

    No ISEC Lisboa lecionamos o ciclo de estudos de curta duração (CTeSP) e dois ciclos de estudos conducentes aos graus académicos de licenciado e mestre.    

    Métodos de Avaliação

    Avaliação Contínua

    1. Entende-se por avaliação contínua a avaliação cumulativa e constante de todo o trabalho realizado pelo aluno, sob a forma de participação ativa nas atividades formativas de natureza coletiva ou individual, com vista à aquisição e ao desenvolvimento de conhecimentos e competências, tendo em conta os objetivos de formação.
    2. A avaliação contínua é o regime de avaliação que funciona prioritariamente durante o período de aulas e incide sobre os diferentes tipos de tarefas letivas previstas (participação nas sessões coletivas e em sessões tutoriais, trabalhos de terreno, projetos, estudo e provas de avaliação presencial).
    3. Podem fazer parte da avaliação alguns dos seguintes elementos de avaliação contínua:

    a) assiduidade e participação em aulas ou atividades formativas efetivamente realizadas;
    b) testes escritos ou frequências;
    c) trabalhos individuais ou de grupo e projetos elaborados sobre temas sugeridos ou aprovados pela docência;
    d) participação em iniciativas e trabalhos desenvolvidos em aula bem como em seminários de estudo e investigação assistida;
    e) intervenções orais;
    f) organização e participação em conferências, colóquios ou seminários entendidos como relevantes pelos docentes;
    g) organização e participação em visitas de estudo organizadas pela docência.

    4. Os alunos deverão ser avaliados presencialmente pelo menos uma vez por cada 15 horas de contacto.
    5. Dos elementos de avaliação referidos no número 3 do presente artigo deverão resultar, obrigatoriamente, dois documentos escritos nas unidades curriculares anuais e um documento escrito nas unidades curriculares semestrais, excetuando os casos em que, pela natureza da unidade curricular, tal se verifique inadequado.
    6. Pelo menos um dos elementos de avaliação escrita terá de realizar-se presencialmente.
    7. Na avaliação contínua o docente pode estabelecer ponderações diferentes para os vários elementos de avaliação e/ou o estabelecimento de nota mínima a atingir em determinado(s) elemento(s) de avaliação, desde que seja permitido ao aluno ser avaliado em relação à totalidade dos conteúdos programáticos que integram a unidade curricular, e que toda esta informação conste expressamente da Ficha de Unidade Curricular (FUC).
    8. Tendo em conta o número de créditos ECTS que confere, cada unidade curricular implica determinado volume de trabalho por parte do estudante, cabendo ao respetivo docente a elaboração de uma grelha de competências (conhecimentos e capacidades) a adquirir e a desenvolver pelos alunos, associadas aos diferentes tipos de tarefas previstas. Compete ao docente de cada unidade curricular a determinação da natureza e do número de elementos que integram a avaliação contínua em cada ano letivo, assim como a atribuição do peso relativo destes na classificação final do aluno nessa unidade curricular, tendo em conta o disposto nos números 3, 4, 5, 6 e 7 anteriores, devendo essa informação constar da FUC disponibilizada ao aluno nos primeiros 10 (dez) dias de aulas.
    10. Os docentes devem comunicar aos alunos e à coordenação do respectivo curso, no início do período letivo, os critérios adotados na avaliação, por unidade curricular lecionada, assim como as datas em que pensam realizar as frequências ou testes, dentro do previsto no calendário escolar.
    11. Os critérios de avaliação adotados por cada docente têm de permitir o cumprimento de todos os prazos fixados no calendário escolar, no que diz respeito a entrega de pautas, preenchimentos de termos, inscrição em exames, matrículas, etc.
    12. A conclusão com sucesso de cada unidade curricular pressupõe uma avaliação global positiva do trabalho realizado pelo aluno, que deve exprimir de forma inequívoca a aquisição e o desenvolvimento das competências previstas para a unidade curricular.
    13. A classificação parcial obtida pelo aluno em cada unidade curricular é expressa pelo docente qualitativa e/ou quantitativamente, devendo a classificação final traduzir-se numericamente na escala inteira de 0 (zero) a 20 (vinte) valores (acompanhada da escala europeia de comparabilidade), arredondados às unidades, podendo ser associados às seguintes menções valorativas:

    a) Menos de 10 valores: Reprovado;
    b) de 10 a 13 valores: Suficiente;
    c) 14 e 15 valores: Bom;
    d) 16 e 17 valores: Muito Bom
    e) de 18 a 20 valores: Excelente. 

    14. Os docentes devem comunicar aos alunos inscritos e com as situações administrativas e financeiras regulares as classificações parciais obtidas pelos alunos no prazo máximo de 15 dias úteis após a realização do elemento de avaliação respetivo.
    15. Consideram-se aprovados os alunos que tenham obtido uma classificação igual ou superior a 9,5 valores arredondados à unidade.

    Avaliação por Exame Final

    1. O regime de avaliação por exame destina-se a alunos reprovados ou que pretendam obter melhoria de nota.
    2. Excetuam-se do regime de avaliação por exame os casos de estágios, projetos, seminários, atividades nas instituições cooperantes e atividades de iniciação à prática profissional incluindo prática de ensino supervisionado e outras Unidades Curriculares constantes das Normas Regulamentares das respetivas Licenciaturas.
    3. A reprovação às unidades curriculares de estágios, projetos, seminários, atividades nas instituições cooperantes e atividades de iniciação à prática profissional incluindo prática de ensino supervisionado implica nova inscrição, frequência e avaliação contínua.
    4. Os exames podem constar de provas escritas, provas orais, provas escritas e orais ou de observação de competências. Nas unidades curriculares de Língua Estrangeira há lugar obrigatoriamente à realização de provas escrita e oral.
    5. As provas orais devem sempre realizar-se perante um júri de, pelo menos, três docentes.
    6. As épocas normais de exame são as seguintes:

    a) 1.ª Época do 1.º Semestre - em fevereiro: para as unidades curriculares do 1.º semestre;
    b) 1.ª Época do 2.º Semestre – em julho: para as unidades curriculares do 2.º semestre e anuais;
    c) 2.ª Época – em julho e setembro, para alunos com estatuto de trabalhador estudante e/ou finalistas, para as unidades curriculares do primeiro e segundo semestre ou anuais;
    d) Época Especial de alunos Finalistas – em novembro/dezembro, para alunos a quem falta apenas 2 UC para conclusão do respetivo curso.

    7. A duração dos exames deve ser adequada às especificidades de cada unidade curricular, devendo ser comunicada aos alunos.
    8. Os alunos que tenham completado, pelo menos, 100 créditos ECTS podem realizar ou repetir exames em qualquer época prevista no calendário escolar.
    9. O aluno é aprovado em exame com classificação final igual ou superior a 9,5 valores arredondados à unidade.
    10. As notas dos exames finais têm de ser lançadas nos 5 dias úteis após a realização dos mesmos.


    MORADA E CONTACTOS ISEC Lisboa

  • INFORMAÇÃO SOBRE OS CURSOS

    Cursos ISEC Lisboa (a modernizar e readaptar para a ECHE 2020/2027. Disponível brevemente)

  • INFORMAÇÃO GERAL

    INFORMAÇÃO GERAL

    Guia do Estudante Internacional
    Erasmus+ App


    ATIVIDADES

    Atividades Erasmus+ 2019/2020

    (devido ao impacto do COVID-19, todas as atividades previstas para os alunos Erasmus+ Incoming no 2º semestre foram canceladas)

    SET 2019 - Welcome Day for International Students – 19/09/2019, Tour ao Campus Académico do Lumiar e pequeno almoço com diretores e funcionários; Apresentação dos Horários;

    OUT 2019 - Apresentação do apoio ISEC Buddy;

    NOV 2019 – 1º Alerta Erasmus+ 2020/2021, no dia 18/11/2019, com 3 sessões, manhã, tarde e pós-laboral com a participação do professor Tibor Virag de Óbuda University, que apresentou a sua universidade/faculdade e enumerou várias vantagens para uma experiência Erasmus+; Teve a participação do aluno Afonso Direito que partilhou a sua experiência Erasmus+ decorrida na Universita Degli Studi Roma Tre, Itália;

    NOV 2019 – Tea with the Erasmus students, no dia 22/11/2019 reunião com os alunos Incoming para efeitos de acompanhamento da mobilidade.

    JAN 2020 – Festa de despedida aos alunos Incoming – 1º semestre. Recolha de Testemunhos, Registos fotográficos e resposta a inquérito de satisfação.

    JAN 2020 – 2º Alerta Erasmus+ 2020/2021, no dia 7/01/2020, com 2 sessões, manhã e pós-laboral;

    JAN 2020 – CALL Erasmus+ 2020/2021, dias 27 e 28/01/2020, respetivamente 1 sessão no turno pós-laboral e outra no dia seguinte de manhã;

    FEV 2020 – Candidaturas Erasmus+, outgoing, 2020/2021;

    FEV 2020 - Welcome Day for International Students, 2º semestre – 21/02/2020. Tour ao Campus Académico do Lumiar e pequeno almoço com diretores e funcionários; Apresentação dos Horários;

    MAR 2020 – Resultados das Candidaturas Erasmus+ 2020/2021

    ABR 2020 – Reuniões para esclarecimentos e preparação da mobilidade dos Outgoing

    MAI 2020 – Nomeação dos Outgoing para 2020/2021 à instituição de acolhimento;

    MAI 2020 – Candidatura: Renovação da ECHE para o ciclo 2021/2027;

    MAI/JUN 2020 – Desenvolvimento de nova pasta para a Internacionalização no site do ISEC Lisboa para adequação à nova carta Erasmus 2021/27.


    INTERESSE PÚBLICO

    A promoção de uma consciência de responsabilidade social e de cidadania responsável e ativa são pilares da conduta da nossa Organização. Cientes da importância desta área, o ISEC Lisboa incorporou (desde sempre) estes Princípios fundamentais na sua missão institucional: “A missão do ISEC é promover a realização integral da pessoa através do desenvolvimento do ensino e da investigação com elevados padrões de qualidade, adotando uma visão personalista do Homem e uma consciência de responsabilidade social. Esta missão cumpre-se através da criação, transmissão e difusão da cultura e do saber de natureza profissional, com elevados padrões de qualidade e exigência e fomentando o sentido da cooperação e a consciência da dimensão social e solidária da cidadania”.

    A operacionalização do desenvolvimento daquele sentido de Responsabilidade Social e de compromissos com uma cidadania ativa em toda a nossa comunidade académica é desenvolvida através do nosso GRS - Gabinete de Responsabilidade Social que desencadeia múltiplas ações que visam aqueles fins, no âmbito da CARTA SOCIAL do ISEC Lisboa e da sua POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL.

    Toda a nossa comunidade (estudantes, docentes, funcionários, parceiros externos, etc) ao longo de todo o ano e em diferentes momentos são envolvidos em múltiplas ações realizadas pelo GRS. Assim, todos os participantes incoming e outgoing em diferentes momentos (antes, durante e depois) da mobilidade são convidados e estimulados a participarem ativamente nessas ações que têm diferentes tipologias:

    (i) Programas de voluntariado junto de organizações não governamentais;
    (ii) Campanhas de solidariedade;
    (iii) Apoio a populações carenciadas;
    (iv) Campanhas de defesa do ambiente e de alterações de padrões de consumo;
    (v) Campanha dos Finalistas Solidários,
    (vi) Organização de uma FEIRA SOCIAL Anual, cujas receitas revertem para Associações de Solidariedade, etc…

    Ainda no campo de ação da promoção da cidadania ativa e do compromisso cívico, junto dos participantes em mobilidade incoming e outgoing, são de salientar os seguintes aspetos:

    (vii) A disponibilidade no Catálogo de Cursos para a mobilidade de UC’s do domínio da Ética e Deontologia em diferentes cursos do ISEC Lisboa, onde aqueles princípios são obviamente abordados;
    (viii) O ISEC Lisboa participa no projeto europeu “Learning to Be” financiado pelo Programa Erasmus+ ao abrigo de ação-chave KA3 (https://learningtobe.net/) o qual visa desenvolver métodos e ferramentas de avaliação para o desenvolvimento de competências sociais e emocionais nas escolas de educação, concorrendo para a definição de Politicas Públicas de melhoria da qualidade da educação e contribuindo para a promoção da coesão social e dos valores fundamentais da sociedade democrática. Os resultados obtidos foram amplamente divulgados entre os nossos docentes e estudantes.


    SERVIÇOS